Nosso amigo Paulo - Bem vindos ao passeio em Lisbo Centro ( Baixa de Lisboa ou Baixa Pombalina ) ou Lisboa Pombalina por ter sido edificada por ordem do Marquês de Pombal, na sequência do terramoto de 1755, cobrindo uma área de cerca de 25,5 hectares. Situa-se entre o Terreiro do Paço, junto ao rio Tejo, e o Rossio e a Praça da Figueira, e longitudinalmente entre o Cais do Sodré, o Chiado e o Carmo, de um lado, e a Sé e a Alfama e a colina do Castelo de São Jorge, do outro.

Passeio de Tuck Tuck com o Paulo, como guia.

A Praça da Figueira homenageia Dom João I de Portugal (1358-1433), décimo rei de Portugal e o primeiro da dinastia de Avis, que casou com Filipa de Lencastre na cidade do Porto. A Praça da Figueira é uma praça na Baixa de Lisboa, nas proximidades da Praça de D. Pedro IV (Rossio). Antes do Terramoto de 1755 era o local do Hospital de Todos-os-Santos, cujas fundações foram postas a descoberto durante a construção do atual parque de estacionamento subterrâneo.

Da praça da Figueira da para ver o Castelo de São Jorge.

Praça do Rossio - A Praça de D. Pedro IV, mais conhecida por Rossio, é uma praça da Baixa de Lisboa, tem constituído um dos centros nevrálgicos da cidade. No período romano existia um hipódromo.

Praça do Rossio.

Praça do Rossio.

A Linda Estação do Rossio. A Estação Ferroviária do Rossio, originalmente conhecida como Estação do Rocio ou Estação Central de Lisboa, é gerida pela Infraestruturas de Portugal, SA, é uma das principais estações da Linha de Sintra, que serve o centro da cidade de Lisboa, em Portugal. Foi inaugurada em 18 de maio de 1890, mas só entrou ao serviço em 11 de junho de 1891.  A estação sempre foi muito movimentada e que ligava a importante vila de Sintra e a sua linha suburbana até Lisboa. O edifício exterior é inspirado em estilo Manuelino e é considerado, desde 1971 como imóvel de interesse público.

Estação do Rossio.

A Praça dos Restauradores situa-se na Baixa de Lisboa, no extremo meridional da Avenida da Liberdade, a poucos metros da Praça de Dom Pedro IV (mais conhecida como Rossio).
A praça é caracterizada pelo alto obelisco, de 30 metros de altura, denominado Monumento aos Restauradores e inaugurado em 28 de abril de 1886, com o custo de 45 contos de réis, que comemora a libertação do país do domínio espanhol em 1 de dezembro de 1640.

Praça dos Restauradores.

Na Praça dos Restauradores - Fica o nosso local favorito : HARD ROCK CAFÉ LISBOA.

Praça dos Restauradores, que é vizinho as outras praças ( Rossio e Figueira ).

A Praça dos Restauradores situa-se na Baixa de Lisboa, no extremo meridional da Avenida da Liberdade, a poucos metros da Praça de Dom Pedro IV (mais conhecida como Rossio).
 A praça é caracterizada pelo alto obelisco, de 30 metros de altura, denominado Monumento aos Restauradores e inaugurado em 28 de abril de 1886, com o custo de 45 contos de réis[1], que comemora a libertação do país do domínio espanhol em 1 de dezembro de 1640.  O chão da calçada na placa central da praça é de calçada portuguesa.

Rua Augusta e a Praça do Comércio, mais conhecida por Terreiro do Paço, é uma praça da Baixa de Lisboa situada junto ao rio Tejo, na zona que foi o local do palácio dos reis de Portugal durante cerca de dois séculos e que hoje está parcialmente ocupada por alguns departamentos governamentais. É uma das maiores praças da Europa, com cerca de 36 000 m² (180m x 200m).
 É considerada um símbolo histórico do poder político e manifestação da capitalidade em Portugal. Esta simbologia é comummente associada ao centralismo do Estado.

A Praça do Comércio, mais conhecida por Terreiro do Paço, é uma praça da Baixa de Lisboa situada junto ao rio Tejo, na zona que foi o local do palácio dos reis de Portugal durante cerca de dois séculos e que hoje está parcialmente ocupada por alguns departamentos governamentais. É uma das maiores praças da Europa, com cerca de 36 000 m² (180m x 200m).

A Praça do Comércio é gigantesca mesmo.

A Praça do Comércio e o Rio Tejo.

A Rua Augusta é uma famosa rua da baixa de Lisboa, em Portugal, que começando no famoso arco triunfal, liga a Praça do Comércio, à Praça do Rossio. Homenageia a Augusta figura do rei D. José I.

O Elevador de Santa Justa, também referido como Elevador do Carmo, localiza-se na cidade de Lisboa, no distrito de mesmo nome, em Portugal. Liga a rua do Ouro e a rua do Carmo ao largo do Carmo e constitui-se num dos monumentos mais interessantes da Baixa de Lisboa.Construído com o emprego do ferro, encontra-se decorado com rendilhados. O alto da torre, acedido por uma estreita escada em caracol, é ocupado por esplêndidas vistas sobre o Rossio, a Baixa de Lisboa, o Castelo de São Jorge na colina oposta, o rio Tejo e as ruínas da Igreja do Convento do Carmo.

Liga a Baixa ao Bairro Alto, Carmo e Chiado.

O Ascensor da Glória, popularmente referido como Elevador da Glória, localiza-se na cidade de Lisboa, em Portugal. É um dos funiculares operados pela Carris, e liga a Baixa (Praça dos Restauradores) ao Bairro Alto (Jardim de São Pedro de Alcântara). Destes é o mais movimentado, chegando a transportar anualmente mais de 3 milhões de passageiros.

Construído pelo engenheiro português Raoul Mesnier du Ponsard, foi inaugurado em 24 de outubro de 1885, constituindo-se no segundo do género implantado na cidade por iniciativa da Nova Companhia dos Ascensores Mecânicos de Lisboa. O sistema de tração original era de cremalheira e cabo equilibrado por contrapeso de água, passando mais tarde a ser a vapor. Em setembro de 1915 passou a ser movido por eletricidade.

ALMOÇAR NO JOÃO DO GRÃO.

ADORO COMER SARDINHAS - MEU PRATO FAVORITO.