SEJAM BEM VINDOS A CUSCO ( 2016 )

A MÁGIA DE CUSCO EM SUAS RUAS

MUITA HISTÓRIA E CULTURA EM CUSCO

BÁSILICA CATEDRAL DE CUSCO ( CIMA ) E IGREJA COMPANHIA DE JESUS ( ABAIXO )

A PRAÇA DAS ARMAS ( PONTO CENTRAL E HISTÓRICO DE CUSCO )

CUSCO : FRIO DE 0°

09 DIAS PARA DESFRUTAR DE TODA REGIÃO ( CUSCO / VALE SAGRADO E MACHU PICCHU )

AMARU HOSTAL COLONIAL - NOSSA CASA POR 09 DIAS

HOTEL COLONIAL AMARU I - CUSCO

HOTEL COLONIAL - AMARU I ( CUSCO )

TREM DE CUSCO PARA MACHU PICCHU  -  As estações mais comuns com trem para Machu Picchu são a Poroy, que fica a cerca de 25 minutos de carro de Cusco e 3h50 de trem de Machu Picchu, e a Ollantaytambo, que está a 1h40 de Machu Picchu e 1h50 de Cusco e fica na região do Valle Sagrado.

A FAMOSA VIAGEM DE TREM PARA MACHO PICCHU ( ÁGUAS CALIENTES )

CONFORTO DO TREM - PERU RAIL  ( DISTÂNCIA ENTRE AS CIDADES DE CUSCO E MACHU PICCHU 75 KM ) .

UMA VIAGEM FASCINANTE EM MAIS DE 03:30 POR BELEZAS NATURAIS

ROTA NO MAPA

HORÁRIOS, ESTAÇÕES E OS MODELOS OU CATEGORIAS DE TREM.

TEM REFEIÇÕES E JANTAR NO TREM.

ÁGUAS CALIENTES - Machu Picchu pueblo ou Machupicchu, também conhecido como Aguas Calientes é uma cidade no Peru às margens do rio Urubamba, cujo nome em quechua é Machu Pikchu. Fica na base a 2.040 m de altura e subindo para a cidade perdida de Machu Picchu, que fica a 2.400 m de altura.

Cidade pequena e agradável de se conhecer,  feita para o turísmo: com hoteis, restaurantes e comércio.

Chegamos para passar o dia e dormir na base da montanha ( Águas Calientes ) e iremos subir para Machu Picchu, no outro dia, bem cedo.

Esses ônibus sobem e descem para Machu Picchu, não precisa desespero, são muitos e partem quase um atrás do outro, de 10 em 10 minutos . Esta subida pode ser feita de ônibus que dura cerca de 20 minutos ou a pé. Ir andando lhe tomasse em torno de 1 hora e 30 minutos.

A ENTRADA DE MACHU PICCHU ( RESTAURANTES E BANHEIROS, AQUI FORA, ANTES DE ENTRAR NA CIDADE ) .

ENTRADA

BEM VINDOS AO PARAÍSO INCA DE MACHU PICCHU ( 2.400 M )

MACHU PICCHU ( UM PARAÍSO INCA )

ENTRANDO NA CIDADE DE MACHU PICHHU.

Machu Picchu (em quíchua Machu Pikchu, "velha montanha"), também chamada "cidade perdida dos Incas", é uma cidade pré-colombiana bem conservada, localizada no topo de uma montanha, a 2400 metros de altitude, no vale do rio Urubamba, atual Peru.
 Foi construída no século XV, sob as ordens de Pachacuti. O local é, provavelmente, o símbolo mais típico do Império Inca, quer devido à sua original localização e características geológicas, quer devido à sua descoberta tardia em 1911. Apenas cerca de 30% da cidade é de construção original, o restante foi reconstruído. As áreas reconstruídas são facilmente reconhecidas, pelo encaixe entre as pedras. A construção original é formada por pedras maiores, e com encaixes com pouco espaço entre as rochas. Consta de duas grandes áreas: a agrícola formada principalmente por terraços e recintos de armazenagem de alimentos; e a urbana, na qual se destaca a zona sagrada com templos, praças e mausoléus reais. A disposição dos prédios, a excelência do trabalho e o grande número de terraços para agricultura são impressionantes, destacando a grande capacidade daquela sociedade. No meio das montanhas, os templos, casas e cemitérios estão distribuídos de maneira organizada, abrindo ruas e aproveitando o espaço com escadarias. Segundo a história inca, tudo planejado para a passagem do deus sol.

UMA DAS AVENTURAS MAIS FANTÁSTICAS E EMOCIONANTES.

OLLANTAYTAMBO

Ollantaytambo ou Ullantaytanpu (quechua: Ullantay Tampu) é uma obra monumental da arquitetura incaica. É a única cidade da era inca no Peru ainda habitada. Em seus palácios vivem os descendentes das casas  nobres cusquenhas. Os pátios mantêm sua arquitetura original. Atualmente é um povoado, capital do Distrito de Ollantaytambo (Província de Urubamba), situado na parte sul a cerca de 90 km a noroeste da cidade de Cuzco. É um dos pontos de partida do caminho a Machu Picchu. Esta cidade constituiu um complexo militar , religioso, administrativo e agrícola . A entrada é feita pela porta chamada Punku-punku.

REGIÃO DOS LAGOS E VULCÕES - CHILE

Lago de Todos os Santos e Peulla

Região dos Lagos e vulcões, Chile , chegando no aeroporto em Puerto Montt e indo em direção Puerto Varas, nos hospedamos no hotel Radisson em frente ao lago Llanquihue, nosso ponto de partida para várias aventuras e passeios na região.  Durante a travessia entre Puerto Frias e Puerto Alegre, no violento movimento das águas nos saltos do rio Petrohué ou no majestoso perfil do vulcão Osorno, a longa e extenuante travessia dos Lagos Andinos é uma experiência única. Fizemos a jornada pelo Lago de Todos os Santos até Peulla. Conhecemos também a linda cidade de Frutillar com teatro no lago de frente a um vulcão . Aqui você encontrará um festival de paisagens de tirar o fôlego, com montanhas nevadas, lagos de cor esmeralda e vida selvagem.  

LAGO DE TODOS OS SANTOS - ATÉ A CIDADE DE PEULLA  ( DURAÇÃO 02 HORAS )

O Parque Nacional Vicente Pérez Rosales está localizado na província de Llanquihue, Região de Los Lagos . O parque faz fronteira com a Argentina, dentro de sua área está localizado o Lago Todos los Santos. O lago tem águas verde-esmeralda e é rodeado por três vulcões cobertos de neve que também pertencem ao parque: o vulcão Osorno, Puntiagudo e a colina Tronador.  ( LAGO DE TODOS OS SANTOS - Tem uma superfície de 178.5 km², a uma altitude de 189 metros sobre o nível do mar e uma profundidade máxima de 337 metros.

Vulcão Osorno.

CIDADE DE PEULLA  -  É um pequeno porto lacustre na lado mais oriental do lago Todos los Santos, é uma vila , um distrito ou comunidade de Puerto Varas,  distante 85 km, com 120 habitantes, na região do lagos. O clima é chuvoso é frio, com precipitações em quase todo o ano, onde se concentra mais entre os meses de abril a outubro. De Peulla para São Carlos de Bariloche, na Argentina,  existem basicamente três opções para fazer a travessia e realizar o passeio pelo lago. A primeira é fazer a travessia até Bariloche em um dia; a segunda é pernoitar em Peulla e atravessar a cordilheira na manhã seguinte, e a última e mais barata é ir somente até Peulla, que é o último povoado chileno situado nos pés da cordilheira.  Fizemos o passeio no lago até Peulla.

Esse é o transporte para conhecer Peulla.

Anda em qualquer terreno, até na água.

Um passeio pelo Rio Negro, em Peulla, num Catamarã pequeno.

Nem a roupa apropriada para frio e o chocolate quente, resolveram o problema da temperaturas baixas, nessa região.

Dois hoteis, algumas casas de moradores e uma fazenda grande.

FAZENDA DE ANIMAIS EM PEULLA.

HOTEL EM PEULLA.

VULCÃO OSORNO

SUBIMOS O VULCÃO ATÉ SUA ESTAÇÃO DE ESQUI.

O vulcão Osorno, com 2.652m, é um vulcaão ativo  do tipo estratovulcão situado entre as províncias de Osorno e Llanquihue, na Região dos Lagos , no Chile. O Osorno é conhecido mundialmente como um símbolo da paisagem local e é conhecido também por sua semelhança ao Monte Fuji, situado na ilha Honshu , Japão .

Osorno é um dos vulcões mais ativos dos Andes do sul do Chile, com 11 erupções históricas registradas entre 1575 e 1869. O basalto , o andesito e a lava gerados durante estas erupções alcançaram tanto a província de Llanquihue como o Lago de Todos os Santos. As encostas mais elevadas do vulcão são quase totalmente cobertas de geleiras apesar da sua modesta altitude e latitude, sustentadas pela queda de neve substancial do clima muito úmido marítimo típico da região.

O Vulcão e o Lago, uma beleza única.