FREGUESIA DA FAMILIA CUNHA EM BRAGA - PORTUGAL

Sobrenome encontrado em Portugal e Espanha, classificado como sendo um toponímico, pois tem origem geográfica. Ao que se sabe, sua origem geográfica vem de um lugar denominado Cunhas, em Portugal. Tal classificação se refere aos sobrenomes cuja origem se encontra no lugar de residência do nominado original. Nomes de origem habitacional alertam para a origem do progenitor da família, seja uma cidade, vila ou simplesmente um lugar identificado por uma característica topográfica. 

No que diz respeito ao sobrenome Cunha, este é derivado do lugar denominado Cunhas, em Portugal. O primeiro a batizar um filho com o sobrenome Cunha foi Dom Payo Guterres da Silva, já citado, homem nobre e rico, governador das muitas terras do Rei de Portugal. Ao nascer o seu terceiro filho, Dom Payo registou-o com o nome de Fernão Dias da Cunha, em homenagem ao lugar denominado Cunhas onde se localizava a Quinta da Cunha, que era a sede do governo local, e cujo prédio possuía o formato de uma cunha. Era um lugar de destaque na região, onde o rei costumava passar os seus dias de descanso. Fernão Dias da Cunha tornou-se o senhor da Quinta da Cunha, vindo a participar do conselho do reino. Ao longo de sua existência ele ocupou várias posições de importância na casa real. Foi o provedor da Ordem de Cristo e mestre da Ordem da Rosa. Por decreto Real, foi-lhe concedido o brasão de armas.

Cunha foi uma freguesia portuguesa do concelho de Braga, com 3,31 km² de área e 646 habitantes (2011). Densidade: 195,2 hab/km². Foi extinta em 2013, no âmbito de uma reforma administrativa nacional, tendo sido agregada à freguesia de Arentim, para formar uma nova freguesia denominada União das Freguesias de Arentim e Cunha com a sede em Arentim.

O brasão é uma insígnia ou distintivo de pessoa ou família nobre conferido, em regra, por grande merecimento. O brasão de armas dos Cunha contém nove cunhas na cor azul, postas em 3, 3 e 3. O ouro simboliza a nobreza e a generosidade. A cor azul denota fidelidade e firmeza. O timbre contém grifo sainte de ouro, semeado de cunhas na cor azul, com asas de um no outro. A origem do brasão é portuguesa.

OS CUNHAS E SEUS ILUSTRES:

Os mais ilustres : 

Cabe destacar entre os membros da família outras personalidades de destaque: 

Tristão da Cunha (1460-1540) - nomeado primeiro vice-rei da Índia

Nuno da Cunha (1487-1539) - militar e governador da Índia; 

Francisco da Cunha, citado em 1540 - escritor português; 

D. Rodrigo da Cunha (1577-1643) - arcebispo de Lisboa

D. Luís da Cunha (1662-1749) - diplomata português

João Cosme da Cunha (1715-1783) - Eclesiástico português, também conhecido por Cardeal da Cunha

José Anastácio da Cunha (1744-1788) - matemático e militar e português;

Pedro Alexandrino da Cunha (1801-1850) - militar português da Abrilada, eleito deputado por Angola;

 

Cunha encontra-se na parte sudoeste do concelho, no limite com o vizinho município de Barcelos, num fértil vale que permite a prática de uma agricultura rentável. A dez quilómetros de Braga, confina com Tadim, Ruilhe e Arentim.