LISBOA 2019 - INTRODUÇÃO COM MAPAS, DICAS DE SITES E EXPLICAÇÕES

Essa página vamos apenas explanar um pouco sobre nossas atividades de férias em 2019, e os locais que já conhecemos muitos bem, devido a quntidade de férias e viagens que fazemos a Portugal, desde de 2011. Então nessa página, ficará algumas dicas e sites para pesquisa de programas turísticos em Lisboa, Cascais, Sintra e Porto. Teremos outras páginas abertas, a medida que atualizarmos o site com fotos de 2019. 

LISBOA 2019 - FÉRIAS DE JULHO

Mais umas férias programadas, e voltaremos mais uma vez para nossa segunda casa, nosso lar de férias. O cronograma meio apertado para 20 dias de férias já está pronto, entre os dias 05 e 25/07/19. E nesse ano com uma hospedagem muito especial em Lisboa, no hotel RESIDENCIAL DUAS NAÇÕES, esse hotel é histórico, bem localizado no Centro Histórico de Lisboa, sendo o primeiro hotel de lisboa, localizado na Rua da Vitória n° 41, com a famosa rua Augusta, bem na Baixa Lisboeta ou Pombalina.   

1°) Centro de Lisboa :

1.1 – A Baixa, Chiado e Bairro Alto em Lisboa : A Baixa, o Chiado e o Bairro Alto são  três bairros imperdíveis. A Baixa é o centro histórico da cidade, com seu comércio tradicional, com : hoteis, restaurantes, lojas pequenas e antigas, praças históricas,  museus. O Chiado também fica no centro histórico, mas mais animado e com uma mistura de antiguidades e modernidades, com lojas mais contemporâneas e onde ficam muitos atrativos da cidade, como: o Arco da rua Augusta, o Museu Nacional de Arte Contemporânea e o Terreiro do Paço ( Praça do Comércio ) .

A) A Baixa Pombalina – Centro Histórico de Lisboa, foi reconstruído depois do terremoto do século XVIII, pelo Marquês de Pombal, com um estilo clássico e ruas geométricas, onde as fachadas costumam ser cobertas com os azulejos tão típicos de Lisboa. É um bairro mais comercial e durante o dia é muito movimentado. Aqui nesse bairro estão as praças e ruas mais emblemáticas. Ele começa na Praça dos Restauradores que, através da Avenida da Liberdade, leva até a Praça do Marquês de Pombal, onde começa a Lisboa moderna. A Avenida da Liberdade é a Champs-Élysées de Lisboa, uma bela avenida de 1,1 Km de comprimento, é a avenida mais majestosa de Lisboa, com edifícios do século XIX e calçadas cobertas com mosaicos de pedras portuguesas, que formam desenhos em branco e preto. Repleta  de cafeterias com terraços cobertos, monumentos e jardins. A Praça dos Restauradores , chamada assim em homenagem aos que em 1640 se rebelaram contra a dominação espanhola e em cujo centro está o obelisco que celebra o acontecimento, está o belo edifício do Hotel Éden, onde foi um antigo cinema. Ao lado da Praça do Restauradores está a Praça do Rossio, uma praça que já existia no século XIII e que atualmente é a mais animada da cidade e o ponto de encontro de lisboetas e visitantes. A um passo da Praça do Rossio está a Praça da Figueira, com edifícios clássicos e uma estátua equestre de João I, de onde sai a elegante Rua Augusta, de uso exclusivo para pedestres e que, através do Arco do Triunfo de estilo barroco, nos leva à Praça do Comércio, a maior e mais espetacular de Lisboa. A Rua Augusta é ladeada por antigas ruas de grêmios, destacando-se a Rua do Ouro e a Rua da Prata. A Praça do Comércio é a mais bonita de Lisboa e foi construída onde antes estava o palácio real. O Elevador de Santa Justa pode ser visto tanto como um meio de transporte quanto uma atração turística da Baixa, levando ao Bairro Alto.

Lugares próximos : Elevador de Santa Justa / Praça do Rossio / Praça do Comércio / Catedral de Lisboa / Castelo de São Jorge.

B) O Bairro do Chiado - O Chiado foi totalmente reconstruído depois de um incêndio em 1998, é um bairro boêmio e elegante, conhecido como o “Montmartre” de Lisboa.  Nele se destacam as ruas do Carmo, as ruínas da igreja de mesmo nome, e a de rua Garret. A Praça Luís de Camões, um dos cenários da Revolução dos Cravos, marca o limite entre o Chiado e o Bairro Alto. Para chegar a esses bairros, o melhor é pegar o bonde 28, o elevador de Santa Justa ou o elevador da Glória, que está na Praça dos Restauradores. Pegando o Elevador de Santa Justa podemos ver os quatro quarteirões de casas que se incendiaram em 25 de agosto de 1998. Lugares interessantes,  o café A Brasileira, que tem na sua área externa, instalada em uma das suas mesas, uma escultura de bronze do poeta Fernando Pessoa. E do Mirante de São Pedro de Alcântara podemos curtir esplêndidas vistas da Baixa, do Tejo e a colina com o Castelo de São Jorge.

C) O Bairro Alto e Cais do Sodré em Lisboa: O Bairro Alto é onde está a intensa vida noturna de Lisboa, com milhares de bares e baladas para todos os gostos, bolsos e idades, representa a Lisboa alternativa e é provavelmente o melhor lugar da cidade para escutar fados. Suas ruas estão cheias de grafites e roupas estendidas nos varais. Para chegar até o Bairro Alto você pode pegar a Rua Misericórdia. Sendo lá também onde fica a maior parte dos bares gays de Lisboa. Está no topo de uma colina e até ela sobem os elevadores da Gloria, da Bica, de Santa Justa e do Carmo, que vão desde a Baixa. É um bairro residencial e muito tranquilo durante o dia, marcado por ruas estreitas e edifícios antigos. Ao sul do Bairro Alto fica a região do Cais do Sodré, onde continua a noitada após passar por alguns dos bares do Bairro Alto.

D) Bairro do Carmo: As principais atrações desse pequeno bairro são as ruínas do convento do século XIV e da igreja gótica do século XV, onde hoje funciona um museu. O teto do edifício desabou quando ocorreu o terremoto de 1755, mas as ruínas dão um charme dramático ao local. Na parte não destruída pelo tremor estão expostas as peças da Idade Média que compõem o acervo do Museu Arqueológico do Carmo. Nele há túmulos dos séculos XIV e XV. A parte habitável do convento foi convertida em quartel na década de 1830. Foi ali que Marcelo Caetano, sucessor de Salazar, se refugiou durante a Revolução dos Cravos. O Largo do Carmo, palco da Revolução de 25 de Abril e onde está o Convento do Carmo. 

1.2 – Alfama , Graça, São Vicente e Mouraria:

A) Alfama é um dos bairros mais famosos e tradicionais de Lisboa. Eu particularmente gosto muito desse bairro com suas ruas estreitas, que foram residência de pescadores durante muitos anos. Aos pés do Castelo de São Jorge, entre ele e o mar, está este bairro humilde e antigo de pescadores, essência de Lisboa, berço do fado. O bairro histórico de Alfama, é ainda hoje em dia habitado por famílias portuguesas (e alguns expatriados) que continuam a habitar a zona com uma tradição secular. O bairro da Alfama já era habitado desde a época visigoda, e também é possível ver a passagem dos romanos pela cidade através das ruínas do Teatro Romano (século I a.C.), situadas na rua da Saudade e no interior da catedral. Na parte alta da Alfama, perto do castelo, temos uma magnífica vista panorâmica de todo o bairro, que desce até o Tejo, e do próprio porto. Aqui há muitos restaurantes e tascas, com charmes de suas ruazinhas íngremes e estreitas, que podemos chegar pegando o nostálgico bonde 28, uma opção histórica, confortável e muito bacana. E como não podia ser diferente, na Alfama está o Museu do Fado. Vizinho ficam os bairros: da Mouraria, da Graça e de S. Vicente, sendo considerado o berço do Fado. 

Lugares próximos: Castelo de São Jorge / Catedral de Lisboa / A Baixa / Praça do Comércio.  

B) Bairro da Graça : O barrio da Graça fica próximo de Alfama e S. Vicente, numa das colinas de Lisboa. Provavelmente pela sua localização, é como se fosse uma pequena aldeia, independente do resto da cidade. É um bairro repleto de cafés e pastelarias, restaurantes, bares e miradouros com vistas fenomenais (Graça e Senhora do Monte). Podemos descer pelo Jardim da Graça até à Costa do Castelo de S. Jorge.

C) Bairro S. Vicente: São Vicente é um dos santos padroeiros de Lisboa e é neste bairro histórico, vizinho da Graça e de Alfama, que encontramos dois monumentos colossais de Lisboa: o Panteão Nacional e a Igreja de S. Vicente de Fora. Aqui nesse bairro é que também acontece, a famosa Feira da Ladra, todas as terças e sábados, no Campo de Santa Clara.

D) Mouraria: Vizinho do Castelo de S. Jorge, é um dos bairros históricos com maior tradição. A Mouraria ganhou o nome devido a D. Afonso Henriques: após conquistar Lisboa, deixou uma zona da cidade para os muçulmanos. Temos aqui muitas das  fundações em estilo Manuelino e é um dos “bairros do Fado”. Foi aqui onde nasceu Mariza e Fernando Maurício, o “Rei do Fado da Mouraria”. É provavelmente o bairro onde há o maior encontro entre várias culturas e ainda uma preservação de antigas tradições populares. 

LISBOA - SITES INFORMAÇÕES E DICAS :

https://viciosdeviagem.com/europa/portugal/lisboa/lisboa-pelo-centro-da-cidade-e-a-night-do-bairro-alto/

https://www.viajenaviagem.com/destino/lisboa/onde-ficar-lisboa/

http://www.melhoresdestinos.com.br/lisboa-pontos-turisticos.html

https://www.matraqueando.com.br/lisboa-bairro-a-bairro-chiado-e-bairro-alto

https://dicasdelisboa.com.br/2015/07/mapa-turistico-de-lisboa-portugal.html

https://grupodicas.rgi.ticketbar.eu/pt/ticketbar-lisbon/#TopProducts

http://viajarlisboa.com.br/2017/08/mapa-turistico-de-lisboa-em-pdf/

COMER EM LISBOA - SITES :

https://www.timeoutmarket.com/lisboa/comer-e-beber

https://www.thefork.pt/cidade/lisboa

https://www.tripadvisor.com.br/Restaurants-g189158-Lisbon_Lisbon_District_Central_Portugal.html

https://www.viajenaviagem.com/destino/lisboa/onde-comer-lisboa/

https://www.360meridianos.com/dica/onde-comer-em-lisboa

http://www.voali.com.br/melhores-restaurantes-de-lisboa-onde-comer/

https://lisboando.pt/restaurantes/

https://www.meusroteirosdeviagem.com/2015/11/restaurantes-em-lisboa.html

CHEGAMOS EM 06/07/19 - LISBOA

CENTRO HISTÓRICO DE LISBOA

ALFAMA

BAIRRO ALTO

LISBOA

BAIRRO DE BELÉM

ESTORIL

CASCAIS

METRÔ DE LISBOA

METRÔ DE LISBOA

CHEGAMOS E VAMOS ATUALIZAR COM NOVAS FOTOS 2019

Lisboa 2017

Sintra 2017